Notas Avulsas

terça-feira, julho 17, 2007



(Martin Munkácsi, Three Boys at Lake Tanganyika, 1929-30)

Henri Cartier-Bresson

falando de Martin :

"For me this photograph was the spark that ignited my enthusiasm. I suddenly realized that, by capturing the moment, photography was able to achieve eternity. It is the only photograph to have influenced me. This picture has such intensity, such joie de vivre, such a sense of wonder that it continues to fascinate me to this day." He paraphrased this many times during his life, including the quotation, "I suddenly understood that photography can fix eternity in a moment. It is the only photo that influenced me. There is such intensity in this image, such spontaneity, such joie de vivre, such miraculousness, that even today it still bowls me over."

6 Comments:

  • é realmente impressionante!

    By Blogger Bebel, at 18/7/07 04:02  

  • É verdade Bebel.

    By Blogger cjb, at 18/7/07 04:11  

  • Esta exposição é maravilhosa. Cada imagem mais incrível do que a outra. Uma das coisas boas da vida na gringolandia é exatamente isso, acesso fácil a tesouros que a gente sabe que existe e fica esperando a oportunidade de ver. Fiquei chapada, o máximo mesmo!!!

    By Blogger Andrea, at 19/7/07 10:38  

  • O arquivista de fotos do meu trabalho que me indicou esta exposição, também anda intrigado em descobrir o equipamento que ele usava.Ele está pesquisando por todo lado.
    Dá uma olhada neste site http://www.art.com/asp/display_artist-asp/_/crid--52069/Martin_Munkacsi.htm

    By Anonymous Andrea, at 19/7/07 16:44  

  • Oi Andrea, até agora não consegui identificar o equipamento do MM. Algumas alusões vagas a uma "box camera"... e suponho que usava 124 x 124 ou coisa parecida.

    Veja aqui, por exemplo...

    http://www.sfmoma.org/press/pressroom.asp?id=300&do=exhibitions

    By Blogger cjb, at 19/7/07 17:42  

  • Uma foto brilhante em todos os sentidos.

    E, de repente, senti-me tremendamente babaca, pois numa primeira olhada eu atentei para a mão que aparece na esquerda, cortada, e lamentei pelo conjunto, como se ele estivesse contaminado.

    Na verdade, a contaminação está em minha cabeça. :o(

    Só espero, agora, ter o discernimento de não deixar de cortar as minhas fotos, e, sobretudo, não deixar algum elemento que me soe estranho pensando nessa foto.

    Melhor manter minha mediocridade fotográfica do que querer inventar.

    :o)

    E eu fico olhando as fotos coloridas...
    E olho, e olho, e olho e não sou atingido como sou pelas fotos dos grandes mestres: Cartier-Bresson, Ansel Adams e esse Martin, para mim, uma surpresa.

    Thank's, Christopher.

    By Blogger Emerson, at 20/7/07 12:58  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home