Notas Avulsas

sábado, novembro 18, 2006

Como se eu estivesse em casa

Penso na casa de meu amigo adormecido

e por certo instante

por pouco não teria deixado de pensar

em pouco não.

Penso de novo,

em minha amiga distante,

distante como eu de mim,

essa proposta a mais trágica de todos os tempos,

quando eu não reduzo nem retifico

o número ou frações de sílabas

de batidas ou cacetadas na testa

que levariam uma melodia dessas

ao seu final

em nota de suicidio

ou em bolinho de bacalhau.

2 Comments:

  • Oi querido amigo,ando na labuta,mas sem trabalho ainda.

    Nossa? bonito,porém achei muito triste..o amigo está triste?

    By Blogger Iara Alencar, at 18/11/06 11:54  

  • Iara: o amigo está contente. Tristezas? Só com a morte dos próximos. E depois.

    Quem vive sabe. Que o depois vem sempre antes. E tudo faz parte.

    E viver--sobreviver--é bão.

    By Blogger cjb, at 18/11/06 12:46  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home